quinta-feira, 10 de maio de 2012

A MULHER E O BANHEIRO - Entenda a razão de tanta demora!


O grande segredo de todas as mulheres com relação aos banheiros é que quando pequenas, quem as levava ao banheiro era sua mãe. Ela ensinava a limpar o assento com papel higiênico e cuidadosamente colocava tiras de papel no perímetro do vaso e instruía: "Nunca, nunca sente em um banheiro público".

E, em seguida, mostrava "a posição", que consiste em se equilibrar sobre o vaso numa posição de sentar sem que, no entanto, o corpo não entre em contato com o vaso.

"A Posição" é uma das primeiras lições de vida de uma menina, super importante e necessária, e irá nos acompanhar por toda a vida. No entanto, ainda hoje, em nossa vida adulta, "a posição" é dolorosamente difícil de manter quando a bexiga está estourando.

Quando você TEM que ir ao banheiro público, você encontra uma fila de mulheres, que faz você pensar que o Brad Pitt deve estar lá dentro. Você se resigna e espera, sorrindo para as outras mulheres que também estão com braços e pernas cruzados na posição oficial de "estou me mijando".

Finalmente chega a sua vez, isso, se não entrar a típica mamãe com a menina que não pode mais se segurar. Você, então verifica cada cubículo por baixo da porta para ver se há pernas. Todos estão ocupados. É sempre assim.

Finalmente, um se abre e você se lança em sua direção quase puxando a pessoa que está saindo. Você entra e percebe que o trinco não funciona. Ele nunca funciona. Você então pendura a bolsa no gancho que há na porta e se não há gancho (quase nunca há gancho), você inspeciona a área.

O chão está cheio de líquidos não identificados e você não se atreve a deixar a bolsa ali, então a pendura no pescoço enquanto observa como ela balança sob o teu corpo, sem contar que é quase decapitada pela alça porque a bolsa está cheia de bugigangas que você foi enfiando lá dentro, a maioria das quais não usa, mas que guarda porque nunca se sabe.

Mas, voltando à porta... Como não tinha trinco, a única opção é segurá-la com uma mão, enquanto, com a outra, abaixa a calcinha com um puxão e se coloca "na posição".

* Alívio... AAhhhhhh... Finalmente! *

Nessa hora os músculos começam a tremer. Você está suspensa no ar, com as pernas flexionadas e a calcinha cortando a circulação das pernas, o braço fazendo força contra a porta e uma bolsa de 5 kg pendurada no pescoço.

Você adoraria sentar, mas não teve tempo de limpar o assento nem de cobrir o vaso com papel higiênico. No fundo, você acredita que nada vai acontecer, mas a voz de tua mãe ecoa na tua cabeça "jamais sente em um banheiro público!" e, assim, você mantém "a posição" com o tremor nas pernas.

E, por um erro de cálculo na distância, um jato finíssimo salpica na tua própria bunda e molha até tuas meias! Por sorte, não molha os sapatos. Adotar "a posição" requer grande concentração. Para tirar essa desgraça da cabeça, você procura o rolo de papel higiênico, maaassss, puuuuta que o pariuuuu! O rolo está vazio. Isso sempre acontece.

Então você pede aos céus para que, nos 5kg de bugigangas que você carrega na bolsa, haja pelo menos um miserável lenço de papel. Mas, para procurar na bolsa, você tem que soltar a porta. Você pensa por um momento, mas não há opção.

E, assim que você solta a porta, alguém a empurra e você tem que freá-la com um movimento rápido e brusco enquanto grita OCUPAAADOOOO!

Aí, você considera que todas as mulheres esperando lá fora ouviram o recado e você pode soltar a porta sem medo, pois ninguém tentará abri-la novamente (nisso, nós mulheres nos respeitamos muito) e você pode procurar teu lenço sem angústia.

Você gostaria de usar todos, mas quão valiosos são em casos similares e você guarda um, por via das dúvidas. Você então começa a contar os segundos que faltam para você sair dali, suando porque você está vestindo o casaco já que não há gancho na porta ou cabide para pendurá-lo.

É incrível o calor que faz nestes lugares tão pequenos e nessa posição de força que parece que as coxas e panturrilhas vão explodir. Sem falar da porrada que você levou da porta, a dor na nuca pela alça da bolsa, o suor que corre da testa, as pernas salpicadas.

A lembrança de tua mãe, que estaria morrendo de vergonha se te visse assim, porque sua bunda nunca tocou o vaso de um banheiro público, porque, francamente, "você não sabe que doenças você pode pegar ali". Nessa hora você está exausta.

Ao ficar de pé você não sente mais as pernas. Você acomoda a roupa rapidíssimo e tira a alça da bolsa por cima da cabeça! Então, vai a pia lavar as mãos. Está tudo cheio de água, então você não pode soltar a bolsa nem por um segundo. Você a pendura em um ombro, e não sabendo como funciona a torneira automática, você a toca até que consegue fazer sair um filete de água fresca e estende a mão em busca de sabão.

Você se lava na posição de corcunda de notre dame para não deixar a bolsa escorregar para baixo do filete de água. O secador? Você nem usa. É um traste inútil, então você seca as mãos na roupa porque nem pensar usar o último lenço de papel que sobrou na bolsa para isso.

Finalmente você sai do inferno. Sorte se um pedaço de papel higiênico não tiver grudado no sapato e você sair arrastando-o, ou pior, a saia levantada, presa na meia-calça, que você teve que levantar à velocidade da luz, e te deixou com a bunda à mostra! Nesse momento, você vê o teu carinha que entrou e saiu do banheiro masculino e ainda teve tempo de sobra para ler um livro enquanto esperava por você.

"Por que você demorou tanto?" — pergunta o idiota.

Você se limita a responder: "A fila estava enorme"

E esta é a razão porque as mulheres vão ao banheiro em grupo. Por solidariedade, já que uma segura a tua bolsa e o casaco, a outra segura a porta e assim fica muito mais simples e rápido já que você só tem que se concentrar em manter "a posição" e a dignidade.

Obrigada à todas as amigas que já me acompanharam ao banheiro.
____________
Fonte: Internet

quinta-feira, 29 de março de 2012

Adeus, velho Chico... E obrigado por tudo!


Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho, conhecido como Chico Anysio (Maranguape,12 de abril de 1931 — Rio de Janeiro, 23 de março de 2012), foi um humorista, ator,dublador, escritor, compositor e pintor brasileiro, notório por seus inúmeros quadros e programas humorísticos na Rede Globo, emissora onde trabalhou por mais de 40 anos.

Ao dirigir e atuar ao lado de grandes nomes do humor brasileiro no rádio e na televisão, como Paulo Gracindo, Grande Otelo, Costinha, Walter D'Ávila, Jô Soares, Renato Corte Real, Agildo Ribeiro, Ivon Curi, José Vasconcellos e muitos outros, tornou-se um dos mais famosos, criativos e respeitados humoristas da história do país.Com a saúde cada vez mais debilitada, veio a morrer no dia 23 de março de 2012, após sofrer uma parada cardiorrespiratória causada por falência múltipla dos órgãos, decorrente de choque séptico causado por infecção pulmonar.

No dia 25 de março, foi cremado no Cemitério do Caju. De acordo com Paulo César Pimpa, seu advogado, o humorista pediu em testamento que metade das cinzas seja espalhada em Maranguape, Ceará e a outra, em uma floresta nos fundos do estúdio do Projac, no Rio.


Fonte: Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Anysio)

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Um filho da P...átria!!

Traidor da Inconfidência Mineira

Acho muito engraçados esses figuras que querem parecer "pra frente" e "polêmicos" que tem por aí. Quer dizer, até que tem uns que fazem questionamentos válidos, mas tem cada babaca! Aí vem um cara que trabalha no Banco do Brasil, que estuda em uma universidade FEDERAL, que suga um monte de recursos da Pátria e só sobrevive pelos recursos que ela provê, e fica falando nas redes sociais que o Brasil não presta, que tudo aqui é uma merda, que bom mesmo é a Argentina, que lá tudo é perfeito, que a seleção dos caras é melhor... E ainda fala pras pessoas: "o TEU país" se referindo ao Brasil! Como assim, mané??

Daí fica um monte de gente não querendo se comprometer e ser "politicamente correto" e ficam tentando argumentar com um figura desses... A educação vale, pra quem também a conhece, senão, não rola a interação, amigo! Pra certas pessoas, a gente tem que mandar a REAL pra ver se o figura se toca!

Vi um monte de respostas polidas e o cara insistindo em falar besteira na TL. Não mais suportando a afronta, postei minha resposta ao post:

"hauhauhauhauahuah, Xxxxxxx, vc é um fanfarrão!! hauhauhauhauahuaha XD engraçado tu dizeres "o TEU país"... hauhauhau e dizendo isso em Português!!! XD muito engraçado mesmo, bro... o fato de tu pagar pau pra um país, não te confere nacionalidade, bro! Nasceste aqui, és brasileiro! Não gostas, foda-se! mas isso não se pode mudar, A MENOS que consigas a nacionalidade a(argg)gentinHa!! Sendo brasileiro, falas mal da tua própria casa, cuspindo no teu próprio prato. Quer dizer, se nada presta no Brasil, não prestam também teus pais, irmãos, família, ninguém! Não presta a tua casa, teu emprego e NEM TU! pq TB és parte do caldeirão Brasil, INDEPENDENTE DO QUE PENSES OU DIGAS! Contra os FATOS da vida, não há argumentos, especialmente esses teus... MAAAAS, como todo mundo tem o direito de ser tão louco quanto queira, apenas te desejo sorte aí, para encontrar no futuro, tantos argentinos "complacentes" com brasileiros traíra de sua PRÓPRIA nação quanto pensas que existem!! Como eles poderiam afinal confiar em ti??? E em última análise, talvez tenha alguém do teu trabalho de merda (já que tudo aqui é uma merda) que leia essas maravilhas de pensamentos e comece a se questionar porquê, afinal, ter um sujeito anarquista e anti-patriota trabalhando pra eles? Enfim, bro... só te digo que, às vezes, o que pensamos ser ruim, pode piorar, e o que achamos que vai ser bom, pode ficar uma MERDA também... O mundo, irmão, é o que fazemos dele... se vês o mundo com otimismo, sempre pode dar certo. Se vês o teu mundo como merda, vais viver numa fossa. Boa sorte aí! ;)" 

Depois dessa, o cara me excluiu do Facebook. Tô sentindo tanta falta... hahahahahahahah ai, ai...

Não gosta do Brasil, bro? FODA-SE!!!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Discussão liberada: Ponto a favor da DEMOCRACIA!


A liberdade é defendida com discursos e atacada com metralhadoras.

(Carlos Drummond de Andrade)



Temos vivido tempos interessantes no Brasil, ultimamente, no tocante à algumas discussões que sempre foram varridas pra baixo dos tapetes do convencionalismo social, e que, felizmente, começaram a ser trazidos à luz. Questões como o homossexualismo, preconceito, inclusão social, e... Políticas sobre entorpecentes. No dia 15 passado, o STF liberou as manifestações e movimentos pró-Cannabis, para fazer suas passeatas e pedir pela descriminalização e pela legalização.


A meu ver, ponto favorável para os políticos, mesmo que tenhamos nossas dúvidas sobre as RAZÕES para que eles tenham aceito isso assim, por unanimidade... Mas enfim, ponto favorável, porque é o diálogo quem ganha... É a tolerância, e acima de tudo, a NÃO-VIOLÊNCIA. Muita gente pensa nisso de forma genérica, ou distante... Pensando: "ah, temos coisas mais importantes pra discutir", ou "isso é coisa de bandido! Tem que ir tudo pra cadeia" ou ainda "ah, eu sou usuário, mas essa questão não me interessa, já que tenho meus contatos"... Seja qual seja seu ponto de vista, creio que sim, o assunto é de seu interesse.


Em primeiro lugar, porque, não importa quem você seja, a violência oriunda do tráfico de drogas, pode direta ou indiretamente te atingir, sejapor um assalto, seja como consumidor, seja como vítima inocente do lugar e hora errada... Além disso, sabemos que o tráfico de drogas, na real, só ferra os mais fracos e os usuários, porque os GRANDES tubarões desse mercado estão tranquilos, atrás das janelas de vidros dos duplex da vida... O fato é que quando se pensa em consumo de maconha, se pensa quase sempre em pessoas "perdidas", vagando pelas ruas do mundo... Ou cometendo crimes para sustentar seus "vícios"... O que não é absolutamente verdade! Há claro, desocupados em todos os cantos do mundo, mas há também muitas pessoas de bem, que estudam e trabalham muito e ainda assim, gostam de fumar seu baseado no final do dia... Falo de pessoas de todos os tipos, classes e profissões, e tenho quase certeza que ou você é um deles, ou conhece alguém que é assim... Médico, engenheiro, advogado, professor, cabeleireiro, enfim... Há pessoas de bem que se TORNAM "marginais" por estarem à margem de um lei retrógrada e desatualizada, sofrendo preconceitos bestas ao invés de estarem gerando lucros para o Governo com o seu entretenimento, como faz quem bebe, muito embora o álcool seja COMPROVADAMENTE muito mais nocivo (a quem bebe e aos outros) que o THC.


Até umas décadas atrás, maconha era vendida em farmácias, contra asma! Era vendido como "cigarro índio"... O que acontece é que quando o "governo" viu que as pessoas faziam uso recreativo da planta e só precisavam plantar pra isso, e não estavam mais pagando IMPOSTOS, eles resolveram proibir... O que falta realmente ao Brasil é justamente discutir isso tudo, e quem sabe, um político corajoso para defender o uso de alguns milhões para a pesquisa de uma maconha sem semente, que o Governo possa controlar a produção e a arrecadação, para assim poder passar a controlar essa venda e legalizar o uso no Brasil.


Isso sem dúvidas reduziria a violência, uma vez que uma boa parte das pessoas que são presas ligadas a isso são usuárias apenas e acabam se misturando com todo o tipo de preso no SISTEMA o que acaba por prejudicar TODA a vida da pessoa... Pergunto: é justo? Apenas por fumar um matinho enrolado? Isso é MESMO pior que beber um litro de cachaça e sair por aí dirigindo feito um louco, atropelando e matando pessoas? Ou estranhar um parente e matá-lo, sobre o efeito do álcool, como sempre vemos na TV? Ou usar isso como desculpa pra covardemente espancar a esposa? Enfim... Não estou fazendo apologia nem nada, apenas não consigo ver a lógica na perseguição à maconha e a aceitação tão plena do álcool em nossa sociedade...


Acho que a decisão do STF é muito boa, justamente por isso, para que possamos discutir tudo isso de peito aberto, como uma jovem democracia como a nossa deve fazer, sem medo de ouvir e ser ouvido. Gostei muito do que disse o Ministro Cezar Peluso: "O governo não pode proibir expressões verbais ou não verbais porque a sociedade as considera desagradáveis, ofensivas e destoantes do pensamento dominante. É preciso manter o debate permanentemente aberto" - em entrevista ao site ESHOJE (veja a matéria na íntegra) Por nosso lado, fizemos uma entrevista com o fundador do CLPP (Coletivo Liberdade para a Planta) aqui em Belém, para saber o que o movimento tinha a dizer sobre a decisão do STF. Segue a entrevista:


Manga Cultural: Nos fale um pouco de você e do que faz


Ângelo: Me chamo Evangelo Lopes (me chamem de ÂNGELO apenas), trabalho em uma lan house, estudo em casa e sou um dos coordenadores do CLPP Belém.



MC: Nos fale do coletivo e de como surgiu a ideia


Ângelo: O CLPP Belém é um grupo aberto, onde qualquer pessoa que tenha interesse em ajudar a construir o debate acerca de descriminalização da maconha (aqui em Belém especificamente). A idéia surgiu depois de levar uns tapas e um soco na costela por estar fumando unzinho num show, 2 seguranças me desceram a porrada pq eu não tinha dinheiro pra dar pra eles (pra eles não me levarem pra viatura da PM estacionada a uns 50 mts dali.). Eu já havia ouvido falar da Marcha da Maconha, que visa por em debate a legalização/descriminalização da maconha. Como é um assunto atual e inerente a toda a sociedade percebi que Belém não poderia estar fora desse debate. então resolvi criar o CLPP, convidei uma galera e estamos aí.



MC: Houve repressão? Como foi? Tem algum tipo de registro?


Ângelo: sim, na marcha da liberdade do dia 28/04 fomos desapropriados de nossa faixa por homens da GBEL, sob acusação de "apologia", posteriormente essa faixa foi entregue à um pastor da pedreira pra ser queimada na "fogueira santa" em uma igreja da pedreira.

isso sem contar nas ameaças de termos nossos celulares e cameras quebrados por estaermos filmando a ação truculenta deles...

na confusão o camera acabou nem salavdno o video do momento da tomada da faixa. temos registros, mas por falta de tmepo de ir pega-los ainda não estão na net.



MC: E agora, com a aprovação do STF, o que muda?


Ângelo: Em teoria não muda nada, tínhamos e SEMPRE tivemos o direito à livre expressão de fazer a marcha da maconha, o problema sempre foi o MPE metendo o nariz onde não era chamado e os Juízes fazendo algo que não é de sua alçada,... CENSURAR MARCHAS AMPARADAS LEGALMENTE PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

-na pratica... Poderemos marchar, debater, falar, gritar, e nos EXPRESSAR em paz, sem o medo de ter uma tropa de pm no nosso cangote gritando "isso, isso e aquilo é apologia", (rsrs) é até um alivio, saber que agora não corremos mais o risco de sofrer CENSURA por parte do poder judiciário.



MC: Planos para o futuro?


Ângelo: Sim, Marcha Nacional da Maconha dia 02/07 14h na Praça Waldemar Henrique, e um evento que ainda está em fase de planejamento. Aguarde... (rsrs)



MC: Quer deixar alguma mensagem?


Ângelo: Não deixem de participar da Marcha da Liberdade dia 19/06 as 14h na praça Waldemar Henrique.

caso alguém queira ajudar a construir esse debate aqui em Belém basta entrar em contato com a gente: clppbelem@live.com / angelo.daemon@Live.com / http://clppbelem.blogspot.com

....

Frente a tudo isso, repassamos a discussão e reforçamos o convite. Discutam, debatam, repercutam. Concordem, discordem, não importa, mas EXERÇAM SUA CIDADANIA fortalecendo assim, nossa DEMOCRACIA! Só não se escondam atrás da apatia ou descaso... Não ajam como se não tivesse nada a ver com vocês também, afinal, a paz em nosso país é um interesse de todos nós, ou não é? Chega de violência idiota, chega de mortes idiotas, chega de políticas idiotas!! Se é conversando que a gente se entende, o que está faltando pra começar esse papo?

Vamos lá, que o futuro é nosso!

GC.

________________________________

Mais uma vez reitero que não temos a intenção de fazer apologia ao uso de nenhum tipo de droga, nem estamos com isso assumindo o uso de nenhum tipo de droga. Estamos apenas defendendo o direito PLENO à discussão do tema, como forma justa e democrática de expressão.

________________________________________________

Entrevista publicada originalmente no blog MANGA CULTURAL

http://mangacultural.blogspot.com

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Manual das Encalhadas - minha resposta


Li esse post na net esses dias e não pude deixar de ficar feliz por alguém aparentemente ter me entendido! Em respeito à propriedade intelectual da autora, vou postar o link apenas (http://manualdasencalhadas.com.br/discussao-conquistando-um-galinha/#disqus_thread), para que vocês também possam ir lá e conhecer o blog.
Depois disso, voltem aqui pra ler minha resposta.
Bj grande.


******************
Simplesmente GENIAL!!!

Vc acertou em cheio!! Sou da categoria "cafajestes", e jamais vi alguém me descrever tão bem! e vc tem toda a razão, acreditamos no amor, no sentimento, na relação, e em fidelidade, só não em MONOGAMIA!! AMor se sente no coração... Fidelidade pra mim, está mais ligado à cumplicidade e companheirismo que a impossibilidade de comer uma estranha gostosa, de vez em quando. E na verdade, nem comemos, às vezes, mas é mesmo o que vc disse, tentamos só pra ver se ainda sabemos o que estamos fazendo! E para os que acham que eu devia era levar um chifrão por ser assim, digo-lhes que não sei se levo ou não, mas também não encano com isso... assim como não iria esfregar na cara da coitada da minha namorada que comi outra mulher ontem, por exemplo, não quero que ela me diga que foi comida por outro cara ontem... apenas espero que ela use camisinha como eu faria! Porque isso de ficar achando que somos DONOS dos outros é a maior furada!! Não somos donos nem de nós mesmos...

Acho que a sexualidade é a coisa natural MAIS inerente à nossa condição humana, e que todas as pessoas deviam ser plenamente felizes nesse sentido... Sabe o que eu acho engraçado? garotas que conhecem um cara como eu, absolutamente canalha, sabem disso, porque o bom canalha não mente (apenas omite a verdade da namorada, mas das outras não!! Ele manda logo a real: "tenho namorada". Assim a guria já fica logo sabendo, e só se mete se quiser! não faz tipo, e mostra no que é bom), curtem o cara por saber um monte de coisas das quais elas nunca ouviram falar, gozam como jamais imaginaram possivel, e depois ficam putas da vida porque acha que o cara tá de olho em outra mulher!! Mas se foi EXATAMENTE assim que você o conheceu!!!

É meio como diz a música dos Engenheiros:"Diga a verdade ao menos uma vez na vida, você se apaixonou pelos meus erros". Quando um cara assim, fica por um tempo com uma mina só, entenda o que significa!! É uma enorme homenagem à você, sinta-se MUITO lisonjeada! Vocês não imaginam a dificuldade que é para se ficar apenas com uma mulher, quando as estatísticas dão conta que há umas 9 mulheres para cada homem no mundo... Assim como foi casualmente que vocês se conheceram, casualmente nós conhecemos dezenas de mulheres, quase todos os dias. E essas coisas, como vocês sabem, começam sempre inocentemente...

O cara sabe que tem uma vida, que aquela garota também, mas ele simplesmente não consegue deixar de notar como ele é gata, como seus cabelos se movem, como seu cheiro invade suas narinas... ela fala e ele nem ouve, apenas vê seu lábio inferior mexendo e fica imaginando como seria gostoso mordê-lo... ela cruza as pernas pra mostrar que tem bom gosto pra escolher sapatos (o que no código feminino deve ser algo muito importante de ostentar para as outras), mas o cara só vê como é linda a forma do tornozelo dela, ou como são perfeitos os dedinhos... O homem "cafajeste" como vc diz, é prático, e vê cada dia como uma experiência única de vida... "Nooossa, como essa mina é linda... cheirosa... deve ser deliciosa... como ignorar algo assim???" é o tipo de pensamento recorrente em nossas cabeças...

Há muito mais romance em um cafajeste do que a maioria imagina... cortejamos as mulheres porque AS AMAMOS!! Não há NADA na natureza, mais absolutamente maravilhosa que a mulher... não apenas as formas e todos os seus delicados detalhes, mas o SER MULHER também é lindo de se ver... a forma como reagem à certas coisas, o jeito de sorrir e iluminar o mundo, o ritmo das cadeiras que, via de regra, seguem o humor delas, o jeitinho meigo de pedir ajuda (mesmo que saibamos que muitas não precisam, e fazem isso só pra que a gente se sinta 'no comando'), enfim... eu precisaria de milhares de bytes para descrever como vejo as mulheres e o que elas significam para o mundo... Sou totalmente apaixonado por vocês, e sim, admito, consumei esse amor com MUITOS maravilhosos exemplares de seu gênero... E jamais me arrependi disso... o que muitas pessoas chamam de "ser safado, galinha", eu chamo de amar demais. Amei e amo todas as mulheres que já passaram pela minha vida, e sinto saudades de todas!! E digo mais: as quero muito bem! Mesmo às que jamais me entenderam e resolveram me detestar!

Agora me digam, sou tão mau assim?

sábado, 7 de maio de 2011

Lógica do raciocínio


Olhando para a fumaça do meu cigarro comecei a divagar... as espirais e colunas de fumaça subindo e eu pensando no velho “ar quente sobe” e maravilhado pelo modo como as moléculas que compõem essa fumaça se mantém unidas no centro de massa, e se dispersam lentamente nas periferias. Pensando em como seria bom poder pegar essa “nuvem” que vai subindo em pleno ar e daí dar milhares de destinos possíveis a ela. Daí comecei a pensar no patamar de desenvolvimento em que nossa ciência está no século 21 e fiquei um pouco frustrado. Por isso mesmo vou dividir o raciocínio com vocês.

Estamos cercados por ar, e sabemos isso desde a infância, mas... levemos em conta as substâncias em suspensão, como resultado da composição e recomposição do ar, por todo o tipo de influência, como fumaça: de carro, cigarro, queimada, além de milhares de tipos de aerossóis, CFC, freon, além das partículas voláteis que “evaporam” na hora de abastecer o carro, ou quando vaza combustível.

Bom, a questão é: sabemos disso tudo, mas... e aí? Apenas continuamos respirando? Minha ideia: colocar todos os gênios dos “MiT” da vida ai que estiverem de bobeira ou sub-utilizados para pesquisar uma forma de interagir com os átomos em “suspensão”, em ambiente natural!! Sim, porque todos sabemos que estamos sendo envenenados por tudo isso, e ninguém leva a sério?

Qual a ideia final por trás disso?, você se pergunta. Imagine poder instalar uma torre em cada zona de uma cidade, que transmitisse um tipo de onda específica para interagir com os átomos em suspensão na atmosfera dentro do raio de ação da onda. Sabemos que os átomos são cargas elétricas, mas, e se pudéssemos manipular essas cargas para literalmente “mover” esses átomos? Talvez até capturá-los!

Daí vocês devem estar pensando: “pronto, o cara pirou”!, e eu nem discordo, mas vamos pensar... é possível!Claro que no ritmo que as coisas andam, vai levar uns 300 anos, mais ou menos, e por isso mesmo eu tô falando que deveriam começar logo a pensar a respeito!

Aí um outro dirá: “Mas estás ignorando as pesquisas dos caras do super acelerador de partículas que são nesse sentido mesmo”, e eu respondo: não estou não. Mas o meu ponto é que nossa ciência em pleno século 21, ainda precisa de uma máquina que atravessa o sub-solo de vários países pra conseguir registrar o choque de algumas ínfimas partículas, e ainda comemoramos na mídia! Desse ponto de vista, parabéns ao pessoal da Engenharia da Computação que tem trabalhado MUITO rápido no desenvolvimento de novas tecnologias de processamento. Acabaram de lançar um processador "megalopower", de tamanho insignificante. Essas tecnologias serão fundamentais no desenvolvimento técnico e de automação para a ciência do futuro, mas a pesquisa natural e o desenvolvimento de soluções intelectuais para as fases desse caminho, são a base de tudo.

O que falta é a conscientização do dito “Homem Moderno” de que usa só 10% de sua capacidade intelectual, por mais gênio que seja. Isso significa que os que não são tão geniais assim tem que dar mais duro para compensar. Mas o fato é que nossa ciência precisa evoluir em maior velocidade, e não digo isso só como brasileiro, digo isso como cidadão do mundo. Ressalto que, é claro, isso não é culpa dos cientistas que estão ralando aí todos os dias para prover o mundo de soluções as mais diversas, e jamais mereceriam ser criticados nesse sentido. Falo da FORMA GERAL como a questão é vista pelas pessoas, nossas contemporâneas. O foco das pessoas está tão centrado nas coisas do hoje, do agora, do rentável, que nem sequer pondera essas questões. Acha que isso é contraproducente, e portanto, coisa de maluco. Mas não é!

Temos exemplos de caras geniais, cientistas fantásticos, que descobrem coisas importantíssimas, e que não são nem citados no Jornal Nacional. Ninguém conhece, só os outros cientistas. Conheço alguns. Por outro lado, há caras que ganham títulos por fazer lobby pra ciência. Nem pisam num laboratório! O diretor que ganha títulos pela descoberta da universidade não é um grande cientista, é um grande político, via de regra. Ele sabia da pesquisa, apoiou porque viu possibilidades de algum tipo de compensação, seja grana ou prestígio, mas não tenha dúvida, se der alguma merda, ele corta o teu projeto na hora! Não há comprometimento com o descobrir, o pesquisar, mas com o ganhar, o agradar investidor, o não parecer louco...

Será que sou tão louco por pensar que os cientistas do nosso mundo podem muito mais? Eles sabem de suas capacidades, mas não encontram meios de viabilizar as pesquisas, seja por essa falta de apoio, seja pela inexistência do equipamento necessário. Mas eu tenho certeza que se essa consciência mudasse, a ciência seria uma das prioridades de todos os governos do planeta.

E devia ser assim mesmo!


G.C.

___________________

Para crédito de quem tá desenvolvendo muito as pesquisas científicas, segue umas matérias interessantes que eu achei pela internet:

http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/cientista-infectado-virus-computador

http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/bbc/2010/12/28/cientistas-pretendem-criar-simulador-da-vida-na-terra.jhtm

terça-feira, 26 de abril de 2011

UMA VERGONHA MUNDIAL! (Repassando mais um e-mail revoltante!)

Dinamarca, uma vergonha!!!
(Depois não querem que diga-se que há algo de PODRE na Dinamarca...)

O mar se tinge de vermelho, entretanto não é devido aos efeitos climáticos da natureza.
??? ???????

Se deve a crueldade com que os seres humanos
(ditos civilizados) matam centenas dos famosos e inteligentíssimos Golfinhos Calderon.

??? ???????
Isso acontece ano após ano na Ilha Feroe na Dinamarca.

Deste massacre participam principalmente jovens

Por que?

Para demonstrar que estes mesmo jovens já chegaram a uma idade adulta, estão maduros

??? ???????
Em tal celebração, nada falta para a diversão
TODOS PARTICIPAM DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA, matando ou vendo
a crueldade “apoiando-a como espectador”.

??? ???????
Cabe mencionar que o golfinho calderon, como quase todas as outras espécies de golfinhos, se aproxima do homem unicamente para interagir e brincar em gesto de pura amizade.

??? ???????

??? ???????
Eles não morrem instantaneamente, são cortados uma ou duas vezes com ganchos grossos. Nesse momento os golfinhos produzem um som estridente bem parecido ao choro
de um recém-nascido.

??? ???????
Mas sofre e não há compaixão até que este dócil ser sangre lentamente e sofra com feridas enormes até perder a consciência e morrer no seu próprio sangue.
??? ???????
Finalmente estes "heróis" da ilha, agora são adultos "racionais" e "direitos"...
já demonstraram sua maturidade.

??? ???????

Basta

Encaminharemos este e-mail até que o mesmo chegue à alguma associação de defesa dos animais, ou até alguém que possa fazer alguma coisa!! Greenpeace, WWF, Nações Unidas,
Qualquer um, faça alguma coisa!!!
Não leiamos somente!

Isso nos transformaria em cúmplices, ESPECTADORES.

??? ???????

Cuide do mundo, ele é sua casa!

Balanço Geral? Minha vez!


Então tá certo. Fiquei calado o quanto pude... Me fiz de espectador passivo da mídia, apenas para ver até onde ia essa palhaçada... Contudo, nos últimos meses, tenho visto o que eu considerava um excelente programa jornalístico se transformar em uma caricatura. Desde que a Tv Record se estabeleceu com essa nova "pegada" no cenário nacional, o Pará tem sido seu maior ponto de apoio, razão pela qual eles vieram até fazer festa aqui em comemoração.

Pois bem, ocorre que uma ENORME parte dessa audiência maciça da Record aqui, se deve justamente ao programa Balanço Geral, que sempre teve a maior audiência de seu horário. O formato era bom, e a edição também, mas para além disso, o programa tinha uma coisa que era o seu grande diferencial: seu apresentador, Valdo Sousa.

Com sua cara de caboclo sarará e sua linguagem cheia de rebusques, ele conduzia com grande maestria as pautas e os comentários sobre as matérias, tinha bom-humor na hora certa e esculachava na hora certa. Tinha aqueles bordões bem papa-chibé mesmo, como o clássico: "Duvide-ó-dó, macacheira, mocotó, como diria a minha avó...", que acabavam por criar um ar de familiaridade e empatia com o público. Grande conhecedor da cidade de Belém e do Estado do Pará (por ser PARAENSE, imagino...), passava as informações sobre e para todas as localidades com total desenvoltura, e conhecia detalhes de certos lugares de Belém que enriqueciam muito o comentário geral sobre o assunto. Acho entretanto, que a maior qualidade do apresentador Valdo Sousa é a sua capacidade de falar a língua das pessoas, o bom e velho "paraensês", com "Égua!" e tudo! O Valdo era sucesso no Balanço Geral por ser como era! E com o seu profissionalismo, sempre conseguia atingir os telespectadores com a notícia.

Em contrapartida, os caras que foram colocados em seus lugares... (sim, porque a Record conseguiu perder também o Nielsen Martins pro SBT), são caboclos vindos de... Sei lá... São Paulo??? Ah, fala sério!! Os caras estão completamente perdidos!! Não sabem os nomes dos lugares, vivem dizendo "icuê-guajara" e "Tamoiós", e outras barbaridades, querendo passar despercebidos durante o tempo que julgam necessário para uma "adaptação" à nossa cultura... Não acredito ser possível... Correndo o risco de ser redundante, só quem nasce no Pará entende o que isso significa. Esses caras embarcaram no sucesso já estabelecido pelo Valdo Sousa e sua equipe, e de fato, nem se importam realmente com as notícias que aludem, uma vez que essa, não é a realidade deles... Vejamos o que disse o apresentador René Marcelo, em entrevista ao blog "http://porfizera.blogspot.com/2011/04/1-entrevista-do-blog-conversa-com-o.html"

Thiago Porfiro ® | @Porfizera diz:
Legal, então você tem planos de algum dia voltar a trabalhar em são paulo?
rene marcelo diz:
Claro, quero fazer história no Pará junto com esse time de produção fera daqui e depois voltar pra Sampa, mas no momento quero viver o sucesso no Pará, é muito bom ser primeiro lugar e bater a gorda todos os dias.

Ou seja, fica bem claro aqui o tipo de interesse do apresentador. Não digo que ele esteja errado. Como pessoa e profissional, tem mais é que aproveitar o sucesso mesmo. Digo é que a direção da Record pisou na bola, e feio! Isso foi um desrespeito com o público fiel, que aguardava todos os dias, "o ponteiro grande encontrar com o pequeno" para ver a cara de macaco Simão do Valdo com o "Balaaança". Li por ai pela net boatos que sua "extirpação" do BG se deu por conta de um comentário que ele teria feito, sobre receber o salário em sacos de moedas... Seja verdade ou mentira, a questão é que isso não é razão para uma emissora que se pretende aspirante à primeiro lugar, abra mão de um excelente profissional e apresentador carismático como ele. É um dos primeiros grandes erros de quem se pretende grande... jamais se ache importante demais. E se o povo paraense se cansar de ver um paulista falando dos nossos problemas com distanciamento e imprecisão e simplesmente mudar digamos, pra RBA? ou pra TV BRASIL? ou pra GAZETA, sei lá, mas o que não falta na hora do almoço é jornal local! Talvez não aconteça porque as pessoas já estão muito acostumadas com o balanço e assistam, na esperança de ver um lampejo do antigo brilho... Mas claro que ele não vem...

Seja um de nossos autores!

.